quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Apascenta as minhas ovelhas

Certa vez sofri uma pequena perseguição religiosa. Digo que foi pequena por compará-la com as grandes perseguições que a Igreja sofre nesse mundo. Mas o fato é que fiquei extremamente chateado com algumas pessoas de cabeça fechada (como eu as chamava) e que procuravam mais falar mal do que conhecer a Igreja e sua história.

Estava bem chateado com essas pessoas, por ver tremenda ignorância da parte delas. Pensava comigo em dar uma resposta daquelas que derruba até avião, mas imediatamente me vinha à mente as palavras do Senhor dizendo: "Quando fordes presos, não vos preocupeis nem pela maneira com que haveis de falar, nem pelo que haveis de dizer: naquele momento ser-vos-á inspirado o que haveis de dizer" (Mt 10, 19). Me indignava cada vez mais com a ignorância religiosa delas. Argumentos que pareciam ser os melhores do mundo para eles, mas para mim eram os mais ignorantes possíveis. Pensava comigo: "Como alguém já nessa idade consegue ser tão ignorante nesse assunto? Hoje com tantas possibilidades para aprender, como alguém se comportar como aquelas da época em que nem havia livro?". Mas me vinha à mente as palavras de Tiago e João: "Senhor, queres que mandemos que desça fogo do céu e os consuma?" (Lc 9, 54) e em seguida as palavras do Senhor dizendo: "Jesus voltou-se e repreendeu-os severamente. Não sabeis de que espírito sois animados." (Lc 9, 55). Fiquei sem saída, pois não conseguia entender porque o Senhor deixava essas coisas acontecerem. O orgulho de estar com Jesus e não ser recebido na "cidade" (coração deles) me subiu à cabeça de forma que me sentia como Tiago e João: melhor que eles.

Até que fui participar do Cerco de Jericó que a Comunidade Católica Nova Berith (da qual faço parte) estava realizando nos dias 5 a 11 de Agosto de 2011. Fui, mas não levei comigo essa chateação e raiva, pois tinha deixado tudo no ralo do chuveiro em casa, diante do Senhor. Fui com o foco no Cerco. Ao chegar o momento de partilhar alguma palavra, visualização, sentimento, ..., falei o seguinte: "Gostaria de partilhar algo que senti para mim, embora sirva para a Comunidade toda, mas senti especificamente para mim. Senti Deus me dando uma graça de quebrar meu orgulho, pois o momento em que estou vivendo hoje o orgulho se levantou". Pronto. Só falei isso. Nenhum dos que estavam ali sabiam do que se passava comigo. Aliás, só minha esposa que estava em casa dormindo é que sabia. Foi quando um dos irmãos que estava lá falou: "Emerson, enquanto você partilhava, eu sentia uma palavra de Deus para você. Ele dizia 'Apascenta as minhas ovelhas'. Algo para você evangelizar com muita calma e paz. Não sei se isso tem algo a ver com o que você partilhou, mas foi isso o que senti". Simplesmente respondi: "Tem tudo a ver, irmão". Diga-se de passagem, essa palavra já me foi dita outras vezes na minha vida, sobretudo no que tange ao ambiente familiar.

E naquele momento aproveitei o silêncio oportuno para experimentar o Amor de Deus por mim e por esses que me perseguiam. Apascentar significa alimentar. E mergulhei no saboroso Amor de Deus que me pedia para alimentar aqueles que têm fome. Me perseguiam por que tinham fome. E mais, teria que os alimentar com calma e paz. Nada de raiva nem de orgulho. Essa é a resposta de Deus à violência: o Amor. "Senhor, quer que eu peça que caia fogo do céu pra queimá-los todos? Para queimar todos os que não te aceitam como Salvador e Senhor? (Como se um dia eu nunca estivesse do lado deles)". E a resposta do Senhor é: "Apascenta as minhas ovelhas com calma e paz".

Se você estiver em alguma situação parecida, se tem alguém perto de você que está te fazendo algum mal, seja por palavras, seja por atitudes, desejo-te essa mesma graça que recebi de Deus. A graça de quebrar o orgulho e de alimentar as suas ovelhas. E se você não consegue essa disposição no coração, peça a Deus, pois a graça é Dele, a graça é Ele quem dá, não é mérito nosso esse tipo de coisa, não é mérito meu nem seu, mas é mérito de Deus que dá a graça SUFICIENTE para seu coração começar a bater com calma e paz, e estar disposto a alimentar essas ovelhas que O faz correr diariamente nos montes da perdição. Tudo o que você precisa fazer é dizer SIM à graça, o resto é com Deus.

Espero a partir de hoje não mais chamá-las de cabeça fechada, mas, sim, de ovelhas.

Peça um coração de pastor. Peça o coração do Bom Pastor.

"Dá-me um coração igual ao Teu, meu Mestre.
Dá-me um coração igual ao Teu.
Coração disposto a obedecer, cumprir todo Teu querer.
Dá-me um coração igual ao Teu
".

Boas orações.

Emerson de Lira Espínola
 


4 comentários:

Larissa Morais disse...

Emerson, que lindo testemunho!! Fico muito feliz de ter participado deste momento e eu posso confirmar aqui seu testemunho. Com certeza foi uma grande Palavra de Deus, pois me identifico muito com seu testemunho e sei que muitas outras pessoas também. Muitas vezes o sentimento é este mesmo: sem saída, sem saber o que fazer e nos julgamos melhores do que aqueles que ainda não compreendem. O que podemos fazer por estas pessoas é exatamente isto: dar muito amor e interceder por elas, pois "haverá alegria no céu por um pecador que se arrepende, mais do que por noventa e nove justos que não necessitam de arrependimento." (Lc 15,7)
Paz e alegria!

Luiz Armando disse...

belo depoimento, emerson. na verdade Deus mesmo permite que passamos por esse tipo de situação, a fim de de nos libertar da nossa vontade, de querer que os outros tenham, por exemplo, o nosso grau de entendimento religioso, espiritual ou ainda comunguem de nossa idéias etc.

Emerson disse...

É, Luiz. Imagina Jesus que tinha o entendimento de Deus, Dele e do Espírito Santo, e ver o povo fazendo e falando o que dava na telha. Só restava a oração: "Pai, perdoa-lhes, pois não sabem o que fazem".
Eu chego lá. :)

Mival Furtado Costa disse...

Muito bom o texto Emerson! muitas vezes nos encontramos nessa mesma situação e não sabemos como agir, no meu caso sempre falta mesmo a paciência, por que infelizmente muitas vezes é pura provocação. Mas de fato, a paciência, o amor e o testemunho são as melhores respostas sempre! Valew pelo Texto! Fica com Deus!